Arquivos do Blog

A garota que simulou uma viagem de mais de um mês no Facebook usando Photoshop

1410268935529_wps_113_mandatory_credit_xxxx_rex

Tudo é mais bonito nas Redes Sociais. Casais são perfeitos, as férias são as mais empolgantes, o prato de arroz com feijão vira banquete e a felicidade reina, sempre.

Resultado, talvez, de uma doença emocional chamada “aparências”, e viver para mantê-las não é algo novo à se fazer. Pensando assim, uma holandesa de 25 anos resolveu inventar uma viagem de mais de 1 mês, e trollar alguns conhecidos. Para os amigos e familiares, Zilla Van Den Born havia embarcado para o paraíso, dividido entre estadias na Tailândia e Cambodia.

A artista postava tranquilamente fotos em sua rede, enquanto visitava templos budistas, se banhava em lindas praias, frequentava ótimos restaurantes, e vivia perfeitamente. Acontece que tudo não passava de manipulações no Photoshop.  As fotos de mergulho foram feitas na piscina de sua casa, o templo que visitou era na verdade uma instituição budista de Amsterdam, a comida tailandesa foi ela mesma quem cozinhou, e para simular que estava em um hotel com decoração típica, utilizou antigas decorações de natal e um guarda-chuva para enganar  em conversas com os pais por Skype. Para dar início ao projeto, parte de um trabalho acadêmico, a estudante de design gráfico pediu aos pais para que a deixassem no aeroporto, de onde pegou um trem de volta pra casa e começou a arquitetar a ‘viagem’.

“Fiz isso para mostrar para as pessoas que nós filtramos e manipulamos o que a gente posta nas mídias sociais – criamos um mundo ideal online no qual não se pode mais encontrar a realidade. Meu objetivo era provar como é comum e fácil para as pessoas distorcerem a realidade”.

1410267788482_wps_100_PIC_ZILLA_VAN_DORN_MERCUR

 

 (Foto: Reprodução)

 

 

1410266135805_wps_72_pic_zilla_van_dorn_mercur

 

1410265802122_wps_49_pic_zilla_van_dorn_mercur

 

1410267503853_image_galleryimage_pic_zilla_van_dorn_mercur

 

1410265764039_wps_45_pic_zilla_van_dorn_mercur

Fonte: IdeaFixa

Primeiros Designs: Artes do Filme Enrolados

O filme enrolados conta a história de Rapunzel.

tumblr_mjh2ul5jbt1r4aq0jo1_500

Uma das partes mais importantes do processo de criar uma animação nos estúdios Disney é a das artes conceituais. Artista(s) são chamados para criar as primeiras imagens baseadas na história que vai ser contada. Alguns desenhos são descartados, outros recebem comentários dos diretores de animação (mais assim, menos assim, etc). E a partir daí o estúdio determina como vai ser cada personagem, a paleta de cores, os cenários, figurinos, etc… É a partir dessas artes que o filme ganha forma. As imagens a seguir são apaixonantes, o que vocês acham?

 

Fonte: MarimoonOficial

Pegadinha no Elevador!!

Atriz que interpretou a assustadora Samara, de ‘O Chamado’, cresceu, apareceu e virou musa na internet

 

samara1

Poucos filmes de terror dos anos 2000 provocaram tantos calafrios quanto O Chamado, lançado em 2002. Havia, sim, a fita de VHS amaldiçoada, que simplesmente aniquila todos aqueles que a colocam para rodar. Mas, na memória do público, o momento mais assustador do longa-metragem dirigido por Gore Verbinski envolve uma menina cabeluda que sai de um poço. Sim, Samara se infiltrou nos nossos pesadelos mais terríveis.

Azar da atriz (e cantora) que interpretou a personagem. Daveigh Chase ficou, por muito tempo, no limbo de Hollywood, associada à imagem arrepiante da menina-assombração. Interpretou papel em Donnie Darko, fez dublagem na animação Lilo e Stitch, apareceu em uma quantidade assombrosa de séries de televisão e… Ficou nisso mesmo. Na internet, no entanto, ela voltou a virar assunto: com 24 anos, ela virou praticamente a versão invertida de Samara. É linda, loura, praticamente uma musa. Confira a foto a seguir, divulgada no Buzzfeed americano.

samara2

No Instagram, Daveigh mantém-se na ativa com frequência admirável, sempre postando detalhes de sua vida. A seguir, confira alguns momentos da eterna Samara na rede social:

http://instagram.com/p/w1etXSB3LI/embed/http://instagram.com/p/sWdYvsB3ET/embed/http://instagram.com/p/q2CwunB3He/embed/http://instagram.com/p/j0SqeLh3LD/embed/

Fonte: VejaSP

26 anúncios absurdos feitos em 1900

Racistas, machistas, incoerentes e abusivos. A realidade de uma época traduzida em anúncios publicitários.

01
 Acima: “Se ela não te dá, vá e pegue!”

02

“Cara pálida, minha pele é escura mas meu coração é branco. Por isso eu também contribuo com o fundo patriótico.”
03
Anúncio de sabonete vaginal diz que as mulheres erram por não perceber que as dúvidas sobre seus maridos acabam com o amor conjugal, e que em vez de culpá-los pelo romance ter esfriado, elas deveriam ser mais higiênicas e mantê-los felizes.
04

“Por que sua mãe não lava você com o sabão Fairy?”


05

Anúncio de sobremesa usando escravo como serviçal para reforçar o ideal de status da época.

 


06
Carro de luxo com preço baixo.

 

07
Anúncio dos cigarros Old Gold

 

08
Marca de roupas “Crianças de Cor”.

 

09
“Mulheres são gentis, mas elas batem as coisas. As peças de VW são fáceis de trocar. Cedo ou tarde sua mulher vai querer um Volkswagen”.

 

10
Pequeno e automático para uma direção simples.

 

11
“Love’s Baby Soft. Porque a inocência é mais sexy do que você imagina.”

 

12
É legal ter uma garota em casa.

 

13
“Ela ficará mais feliz na manhã de Natal se tiver um Hoover.”

 

14
“Mostre pra ela que este é um mundo para homens.”

 

15
“O homem faz tudo, mas não cozinha. É pra isso que as esposas foram feitas!”

 

16
“Para começar melhor na vida, comece com Coca-cola.”

 

17
“Assopre na cara dela e ela vai te seguir por qualquer lugar”.

 

18
Mamãe, antes de me ofender, fume um Malboro”. | Papai, você sempre fica com as melhores coisas. Até mesmo o Malboro”.

 

19
“Quanto mais uma mulher trabalha, mais atraente ela fica”.

 

20
“Se o seu marido descobrir que você não está experimentando novos cafés”.

 

21
A maioria dos homens perguntam “ela é bonita?”, e não “ela é inteligente?” |  Palmolive.

 

]22
“Homens são melhores que as mulheres.”

 

23
“4 de 5 homens querem um Oxford”.

 

24
“Porque temos os clientes mais novos do mercado. Nada é melhor que Seven Up!

 

25
Pelo menos você não queimou a Schlitz!”

 

26
Médicos fumam mais Camels do que qualquer outro cigarro.

 

Fonte: 9GAG

Desvendando o livro que fez muita gente entortar os olhos na infância

magic_eye_11

O efeito estereoscópico vem sendo utilizado há décadas para criar ilusões de ótica em livros de entretenimento do Homem-Aranha, Harry Potter e Looney Tunes, mas inicialmente tinha outra finalidade.

O avô do Olho Mágico foi o estereograma, inventado pelo psicólogo e neurocientista Bela Julesz, em 1959, para testar a habilidade da pessoas de verem em 3D com pontos randômicos em diferentes desenhos. A ideia era provar que a noção de profundidade era produzida no cérebro e não diretamente no olho.

Mas, uns 20 anos no futuro, um estudante do cientista chamado Chris Tyler se juntou à programadora Maureen Clarke e ambos descobriram que era possível produzir tal efeito com apenas um desenho.

 

magic_eye_2

 

O que eles aprenderam é que o cérebro, de certa forma, se confunde porque cada olho percebe desenhos diferentes no padrão repetitivo, mas passa a acreditar que são a mesma coisa. Então, ao olhar para os estereogramas, o cérebro constrói um plano virtual por trás desse padrão que o unifica e dá a sensação de três dimensões.

 

magic_eye_3

 

O Olho Mágico começou de fato só em 1991 com o engenheiro Tom Baccei, o artista 3D Cheri Smith e o programador Bob Salitsky, que se basearam nos estudos da dupla mencionada acima. O trio percebeu que ao brincar com as noções de profundidade era possível enfiar uma imagem de três dimensões em um plano bidimensional.

 

magic_eye_5

 

É necessário um programador para criar essa imagem escondida dentro do padrão 2D. Ele camufla o 3D com um algoritmo patenteado para fazê-lo e envolve complexas distribuições de escuridão e clareza em pontos específicos.

O mais icônico desses livros 3D das gerações que cresceram observando-os era como se complicavam para conseguir ter o barato de ver as imagens saindo do livro. Muito não conseguiam e frustravam a valer.

 

magic_eye_6

 

O problema costuma estar na relação que os olhos têm entre si e com o cérebro também. Se os três não trabalharem como um time em harmonia fica mais difícil de ver os desenhos mesmo. Quem tem leves desvios de visão binocular já passa o perrengue de não ver os desenhos de maneira correta. Cataratas, astigmatismo ou até os estímulos que um dos olhos capta podem impedir a visualização.

 

magic_eye_1

 

A técnica é a mesma de sempre. Meta a cara bem perto do desenho, que ficará borrado por causa da proximidade, e vá afastando-o aos poucos até que as imagens de somem e aumentem até o 3D surgir. Algumas das imagens do post vêm com dois quadradinhos em cima. Use-os como base para a técnica. Eles precisam se multiplicar para três. É sinal que deu certo, mas lembre-se de olhar através do desenho, como se se fixasse no horizonte dele.

Boa sorte aí. Eu nunca consegui =(
magic_eye_4

 

magic_eye_8

 

magic_eye_7

 

magic_eye_9

 

magic_eye_10

Fonte: IdeaFixa

Problemas de hoje ilustrados em estilo retrô

O artista britânico John Holcroft curte fazer ilustrações com críticas a aspectos da vida moderna – especialmente os ligados à solidão e carência alimentados pela tecnologia e redes sociais, assim como a busca cega pela grana. E ele faz isso com um estilo retrô, parecido com a arte dos anúncios dos anos 1950, o que provoca um efeito ainda maior de ironia.  Dá uma olhada e depois aí: dá pra se identificar bastante, né?
satiric-illustrations-retro-ads-style-john-holcroft-5

john_3

“Kit da felicidade”

john_4

  john_8 

john_2

 

Fonte:  John Holcroft

7 cães e gatos que mudaram a história da humanidade

laika - foi para o espaço antes de nós (Foto: wikimedia commons)
LAIKA – FOI PARA O ESPAÇO ANTES DE NÓS (FOTO: WIKIMEDIA COMMONS)

Sam Stall, dono de três cães (seu gato morreu recentemente), listou, em dois livros, os 100 cães e 100 gatos que mais influenciaram a História. Exagero? Um cão ajudou a criar um cisma na Igreja Católica. Um gato acabou com uma espécie inteira de pássaros. E a cadela Laika foi ao espaço antes de nós, humanos. Convencido?

Tibbles: Sem predadores na Nova Zelândia antes da chegada do homem, as cotovias locais desaprenderam a voar. Foram extintas pelos ratos no país inteiro, mas resistiram na minúscula ilha Stephens. Isso até a chegada de David Lyall, encarregado de cuidar do farol, e de seu gato Tibbles, em 1894. Sem muita resistência, o felino deu cabo das cotovias em apenas um ano.

Urian: Por trás da história da fundação da Igreja Anglicana – o rei Henrique VIII a criou para poder casar pela segunda vez, o que a Igreja Católica não permite – está um cachorro. O cardeal Wolsey, emissário do rei, foi a um encontro com o papa Clemente VII e estava quase chegando a um entedimento quando seu cão Urian resolveu morder a canela do papa. Resultado: até hoje as duas igrejas continuam separadas.

Pickles: A taça Jules Rimet, dada aos vencedores da Copa do Mundo, foi roubada pouco antes da Copa da Inglaterra, em 1966. O ladrão pediu um resgate no valor de 15 mil libras. Mas não foi preciso pagá-lo. Durante um passeio com seu dono, o cão Pickles achou algo embaixo de uma cerca viva. Era a taça. Pickles chegou a participar da festa da vitória com o time da Inglaterra, campeã daquela Copa. Pena que a taça, conquistada em definitivo pelo Brasil em 1970, foi roubada no Rio de Janeiro em 1983, derretida e nunca mais vista.

Macek: O físico croata Nikola Tesla (1856-1943) fez experimentos pioneiros com a eletricidade. Sua inspiração foi um gato chamado Macek (gato macho, em sérvio). Uma carga de eletricidade estática atingiu sua cidade em um dia de inverno e também seu gato, que chegou a brilhar no escuro.

Laika: O primeiro ser vivo a ir para o espaço foi uma cadela vira-lata apanhada nas ruas de Moscou. Laika foi ao espaço no dia 3 de novembro de 1957, a bordo do Sputnik II, mas morreu de frio horas depois do lançamento. Melhor sorte teve Félix, um gato parisiense, vira-lata como Laika, escolhido para voar em um foguete francês, em 1963. Ele fez um voo suborbital, a uma altitude de 210 km, e voltou intacto.

CC: Nasceu em 2001 e foi o primeiro animal de estimação clonado. A ideia de seus criadores era clonar cães, mas descobriram que era mais fácil fazer isso com gatos. O primeiro cachorro-clone, Snuppy, apareceu só em 2005.

Blair: Embora poucos se lembrem dele, foi o primeiro cão a fazer sucesso no cinema, em 1905. Ele chegou a aparecer dirigindo um carro (um motorista conduzia o volante agachado) em 1908. Pioneiro, abriu caminho para outros astros e estrelas caninos, como Rin Tin Tin – que salvou os estúdios Warner Bros. da falência nos anos 20 – e Lassie – que se chamava Pal e era macho.

 

Fonte: Galileu

Homem anda em penhasco de bicicleta

maluco-de-bike

Confira o Vídeo:

Cientistas confirmam: há um oceano gigante na maior lua do Sistema Solar

  (Foto: wikimedia commons)

Pesquisadores acabam de publicar um estudo no Journal of Geophysical Research: Space Physics em que provariam a existência de um oceano gigante sob a crosta de Ganímedes, uma das luas de Júpiter.

O maior satélite do Sistema Solar teria mais água do que todos os oceanos da Terra.

Os cientistas baseiam suas conclusões pela superfície lisa e gelada da lua, obtidas através da sonda Galileo e pelo telescópio Hubble. Dados sobre a interação com o campo magnético de Júpiter também indicariam a presença de um oceano salgado cerca de 330 km abaixo da superfície.

Agora Ganímedes se junta à Europa, Titã e Encélado (as duas últimas luas sendo de Saturno), como os satélites em que sabemos que existem oceanos.

Ceres, um planeta-anão atualmente analisado pela sonda Dawn, também pode ter um oceano subterrâneo.

 

Fonte: O Globo 

 

%d blogueiros gostam disto: