Arquivos do Blog

Grande SP vai gelar no fim de semana

Mais frio e chuva à vista

Uma forte frente fria avança para a o Brasil nesta sexta-feira. Esta frente fria chega com potencial para provocar chuva volumosa e acentuada queda da temperatura em várias áreas do Estado de São Paulo, incluindo a cidade de São Paulo. Como junho, julho é um mês historicamente de pouca chuva. A média normal não passa dos 45 mm. Os efeitos da nova frente fria começam a ser sentidos na sexta-feira, 3 de julho, e a chuva deve ocorrer em praticamente todas as regiões paulistas. Pode chover forte também na capital e na Grande São Paulo. Entre a sexta-feira, 3, e o sábado, 4 de julho, o volume de chuva sobre a cidade de São Paulo poderá ser igual ou maior do que média de chuva para todo o mês de julho.

Frente fria pode provocar chuva moderada a forte sobre o Cantareira

 

Possibilidade de recorde de frio

Você gosta do frio ou calor? Prepare-se para o frio que vem por aí! Os gelados ventos da forte massa polar que vem com a nova frente fria começam a chegar sobre a capital paulista na tarde e sexta-feira e em fortes rajadas. Até o domingo, as rajadas polares podem chegar a quase 50 km/h. A combinação do ar polar e da falta do sol vão derrubar a temperatura. O primeiro fim de semana de julho promete ser gelado, com grande sensação de frio. A capital e outros municípios da Grande São Paulo poderão bater novos recordes de frio e registrar a madrugada e a tarde mais fria do ano.

São Paulo (SP) Av Paulista (Foto: Robson Fernandjes -Fotos Públicas)

Fonte: Climatempo

Por mais doações, hospital e Samu-SP se juntam para recolher leite materno

1431980302_1962

Mulheres que estão amamentando podem doar seu leite materno para quem precisa, mas nem sempre sabem como fazer isso. O excesso de leite pode ser encaminhado às maternidades que têm bancos de leite, onde o líquido será pasteurizado e repassado a bebês prematuros que estão na UTI.

Muito frágeis, esses bebês não podem tomar o leite materno puro porque as amostras podem ter bactérias. Eles precisam justamente do leite materno para ganhar peso e irem para casa.

Em São Paulo (SP), uma parceria entre o Samu e a maternidade Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte, tenta aumentar o número de doações. Uma ambulância vai buscar o leite na casa de voluntárias, que se cadastram no programa pela maternidade. Elas recebem todo o material necessário de higienização e aprendem como retirar o leite e estocá-lo no freezer.

Generosidade depois do susto

A produtora de eventos Vivian Kalid, 36, doa leite materno para a maternidade Vila Nova Cachoeirinha. Ela ainda amamenta a filha Júlia, de dois meses, mas destaca que a doação não seca o leite. “Muito pelo contrário. Quanto mais você estimula, mais leite sai”, diz.

Sua filha nasceu prematura e precisou do leite de doadoras. Ela retribui o gesto.

A analista de risco Karina Rosendo, 29, agradece a generosidade. O filho Arthur nasceu prematuro e está sendo alimentado com leite materno pasteurizado na maternidade. Ela já estoca o seu próprio leite no hospital para ser dado ao filho e a quem mais precisar.

Doações não suprem demanda

Com o objetivo de aumentar o número de doações de leite materno, o Ministério da Saúde lançou uma campanha de incentivo neste ano. O motivo: apenas 60% da demanda é suprida no Sistema Único de Saúde (SUS).

Na maternidade da zona norte paulistana, as doações também precisam aumentar para alimentar todos os bebês prematuros. Segundo Agenor Freitas, coordenador do banco de leite da maternidade Vila Nova Cachoeirinha, elas ainda correspondem a 33% do necessário. Quem quiser doar leite à maternidade, pode ligar para  (11) 3986-1011.

Para saber onde fica o banco de leite mais próximo de sua casa, clique aqui.

 

Fonte: UOL

Vídeo da Rua Augusta (São Paulo/SP) em 1967

Este filme iniciado em 1967 foi concluído com financiamento recebido através do concurso para filmes de curta metragem da comissão estadual de cinema do conselho estadual de cultura.

Assista o vídeo, segue abaixo a narrativa do vídeo.

Impressões sobre aquela rua tão Augusta pequena introdução ao mundo do homem Augustiniense.

Rua Augusta - São Paulo
Rua Augusta – São Paulo

Esta rua tão comércio, as lojas elegantes, o auto comércio a sofisticação das pessoas fizeram desta rua, onde se mesclam tipos nem sempre da alta burguesia, com sua ocupação habitual, ver vitrines, atualizar se com a moda, nem sempre comprar, tomar chá, encontrar Ricardo com a nova namorada, ouvir os discos da semana, comprar talvez um novo livro, esta rua tão problema, cuidado com as curvas, de proibido estacionar, não buzine, conversão à direita, não ultrapasse pela esquerda, não desacate à autoridade.

Esta rua tão mulher,

Rua Augusta - São Paulo
Rua Augusta – São Paulo

Esta rua é indiferente ao pintor, aos quadros do pintor, a mini saia do pintor, a vida do pintor, as amigas do pintor, esta rua que esnoba a pintura do pintor, pintor que pinta Cristos de mini saias, santas de motine, papas de bermuda, fraque de botinha moderninha, festas no céu e na terra, a santa bacalhoada, a guitarra dos apóstolos, esta rua é indiferente a pintura do pintor.

Esta rua tão pequena, crescendo para os lados, mais lugar para o comércio, mais lugares para olhar, mas lugares para encontros, crescendo para os lados, crescendo para cima, crescendo como quer, crescendo sem parar, crescendo para os lados, os toldos se se multiplicando, vitrines nunca vazias perfume francês, tecido escocês, pérola japonesa, vaso da china, tapete da pérsia, made in United States.

Nesta rua a revolta do poeta, esta rua tão noturna, tão risonha tão levada.

Em 15 de junho de 1969, Waldomiro de Deus, viajou para Europa levando como bagagem sua pintura irreverente.

Rua Augusta - São Paulo
Rua Augusta – São Paulo

Este vídeo é um documentário que registra de forma irônica o cotidiano de uma cidade de São Paulo, da rua mais irreverente do centro comercial de classe média alta, atenção no filme é para o pintor Naif Waldomiro de Deus, cuja sua obra e comportamento, tocava totalmente universo burguês dos frequentadores da rua augusta.

 

Fonte: Blog de São Paulo

Os dez mandamentos para economizar água

agua-no-deserto16

1 – No Banho: Se molhe, feche o chuveiro, se ensaboe e depois abra para enxaguar. Não fique com o chuveiro aberto. O consumo cairá de 180 para 48 litros.

2 – Ao escovar os dentes: escove os dentes e enxágüe a boca com a água do copo. Economize 3 litros de água.

3 – Na descarga: Verifique se a válvula não está com defeito, aperte-a uma única vez e não jogue lixo e restos de comida no vaso sanitário.

4 – Na torneira: Uma torneira aberta gasta de 12 a 20 litros/minuto. Pingando, 46 litros/dia. Isto significa, 1.380 litros por mês. Feche bem as torneiras.

5 – Vazamentos: Um buraco de 2 milímetros no encanamento desperdiça cerca de 3 caixas d’água de mil litros.

6 – Na caixa d’água: Não a deixe transbordar e mantenha-a tampada.

7 – Na lavagem de louças: Lavar louças com a torneira aberta, o tempo todo, desperdiça até 105 litros. Ensaboe a louça com a torneira fechada e depois enxágüe tudo de uma vez. Na máquina de lavar são gastos 40 litros. Utilize-a somente quando estiver cheia.

8 – Regar jardins e plantas: No inverno, a rega pode ser feita dia sim, dia não, pela manhã ou à noite. Use mangueira com esguicho-revólver ou regador.

9 – Lavar carro: com uma mangueira gasta 600 litros de água. Só lave o carro uma vez por mês, com balde de 10 litros, para ensaboar e enxaguar. Para isso, use a água da sobra da máquina de lavar louça.

10 – Na limpeza de quintal e calçadas use vassoura: Se precisar utilize a água que sai do enxágüe da máquina de lavar.

Fonte: http://www.uniagua.org.br

 

De onde vem a água que chega à sua casa?

Acesse o link abaixo para saber:

http://util.socioambiental.org/deondevem/

Curiosidades sobre a Cidade de Santos (SP)

Apresentação1sssss

Vista aérea da Cidade de Santos, a partir da Ponta da Praia

  • Nossa Senhora do Monte Serrat é a santa padroeira da cidade, que a ela atribui vários milagres. Foi a santa que, em 1615, salvou a Vila de Santos de um ataque de piratas holandeses e livrou o barco nacional Araguary de um naufrágio certo, em 1926. O santuário, no alto do Monte Serrat, conta com a Sala dos Milagres, repleta de peças em agradecimento às graças recebidas. A cidade reverencia e renova sua fé em Nossa Senhora a cada 8 de setembro, com grande festa popular.

    SurfinSantos_Osmar_Gon_alves

  • O surf foi praticado em Santos, em 1934, pela primeira vez no Brasil –  o pioneirismo coube ao norte-americano Thomas Ernest Ritscher Jr., que copiou modelo encontrado na revista norte-americana Popular Mechanics e construiu a primeira prancha de que se tem notícia no país, denominada tábua havaiana, com a qual surfou na Praia do Gonzaga.

    Praticante de tamboréu

    Praticante de tamboréu

  • Único esporte tipicamente brasileiro, o tamboréu nasceu nas praias santistas nos anos 1930. Praticamente, só se joga tamboréu em Santos e, quando se vê alguém praticando o esporte em outra localidade, pode contar que foi ensinado por um santista.
  • Já o santista Osmar Gonçalves (1922-1999) foi o primeiro brasileiro a surfar – isso aconteceu na Praia do Gonzaga, em Santos, em 1939. Junto com dois amigos, ele construiu uma tábua havaiana, copiando modelo publicado na revista norte-americana  Popular Mechanics – a peça tinha 3,60 metros e pesava 80 quilos.
  • Santos foi declarada território livre em 1886, dois anos antes da assinatura da Lei Áurea, em 1888, pela Princesa Isabel.
  • Muitos moradores acreditam que o leito da Lagoa da Saudade, no alto do Morro da Nova Cintra, é um extinto vulcão.

    Lagoa da Saudade (Morro da Nova Cintra)

    Lagoa da Saudade (Morro da Nova Cintra)

  • Durante muitos anos, a Lagoa da Saudade (Morro da Nova Cintra) esteve envolta em mistério, pois moradores garantiam ter visto um jacaré. Em fevereiro de 2004 veio a confirmação: um jacaré-de-papo-amarelo saiu da lagoa, atravessou a avenida e se escondeu em uma casa em construção. Apelidado de Fiorentina, o réptil foi recolhido pelo Ibama e encaminhado para o Criadouro Conservacionista de Arurá, em Volta  Redonda (RJ). Em novembro desse mesmo ano, foi encontrado um filhote de jacaré em uma rua do Morro da Nova Cintra e, em janeiro de 2005, outro réptil, adulto, foi localizado nas proximidades da Lagoa da Saudade. Todos foram encaminhados para Arurá, criado para preservar espécies em extinção.
  • Os santistas atribuem a Santo Antonio do Valongo o milagre de impedir, em meados de século XIX, a demolição da igreja que leva o seu nome, para a construção da estação da São Paulo Railway, a primeira do Estado de São Paulo. Nenhum operário conseguiu remover a estátua do santo, só o mosteiro da igreja foi destruído para construir a estação e o Santuário do Valongo existe até hoje.
  • A imagem de Santa Catarina de Alexandria, existente na primeira capela que existiu em Santos, foi lançada ao mar em 1591, durante um ataque  de piratas ingleses. Setenta e dois anos depois, a santa foi encontrada por escravos, em uma rede, durante uma pescaria. A imagem, em terracota, pode ser apreciada no Museu de Arte Sacra de Santos.
  • Criado em 1532, o Madre de Deus é o primeiro sítio que se tem notícia, no Brasil. Ele fica no bairro Nossa Senhora das Neves (conhecido como Sítio das Neves), na área continental, e foi instalado logo após a chegada da esquadra de Martim Afonso de Souza, que marca o início da colonização, de acordo com a obra ‘História de Santos’, de Francisco Martins dos Santos.  O bairro fica na margem esquerda da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, entre os quilômetros 72 e 73, a 27 quilômetros do Centro de Santos.
  • Santos foi a primeira cidade brasileira a comemorar o 1º de Maio, em 1885.
  • O ‘Patriarca da Independência’, José Bonifácio de Andrada e Silva, nasceu em Santos, em 13 de junho de 1763.

    Padre Bartholomeu de Gusmão

    Padre Bartholomeu de Gusmão

  • Também nasceu em Santos, em 1685, o padre Bartholomeu de Gusmão, o ‘pai da aviação’, que em 1709 inventou o aeróstato de ar quente  (balão), ao qual denominou ‘Passarola’.
  • O bairro Quilombo, na área continental, faz referência a um antigo acampamento de escravos fugitivos, destruído pela Guarda Imperial entre 1830 e 1840, de acordo com atas da Câmara de Santos. O bairro tem como destaque o Vale do Quilombo,  área da Mata Atlântica tombada pelo Condephaat, onde  moram 36 famílias, conforme registros da Prefeitura, em setembro de 2010. A entrada para o bairro fica no quilômetro 67 da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, a 27 quilômetros do Centro de Santos.

    Centro histórico de Santos

    Centro histórico de Santos

  • Nas ruas XV de Novembro e do Comércio, no Centro Histórico de Santos, é muito comum encontrar grãos de café espalhados pelo chão. Isso acontece porque o produto sempre cai das latinhas dos classificadores que circulam entre os escritórios de café, instalados nessas vias.
  • Santos tem 1.383 vias públicas, 727 das quais com largura inferior a 14 metros.
  • Ninguém imagina, mas na Área Continental de Santos é possível realizar trilhar de ecoturismo e esportes de aventura. A região é de Mata Atlântica intensa e possui rios, lagos e até cachoeiras.
  • O maior bairro do Município de Santos (considerando áreas insular e continental) é o Guarapá, com 6.991 km² (6.991.157 m²). Esse bairro fica da área continenta.
  • O maior bairro de Santos-ilha é o Alemoa, com 2.507 km² (2.507.027 m²).
  • O menor bairro é o Morro Fontana, com 0,072 km² (72.573 m²).
  • O último bairro criado em Santos foi o Villa Haddad, em 2003.

    Fonte do Sapo (orla do Bairro da Aparecida)

    Fonte do Sapo (orla do Bairro da Aparecida)

  • O bairro Aparecida é o que possui maior densidade populacional, com 24.415,38 habitantes/km². O bairro tem área de 1,512 km² e 36.940 moradores (censo IBGE 2000).
  • Caruara é o bairro mais distante de Santos. Ele fica na área continental, a cerca de 15 km do marco zero, localizado na Praça Mauá (Centro Histórico).
  • Os bairros Nossa Senhora das Neves (conhecido como Sítio das Neves), Quilombo e Barnabé, localizados na área continental, são osúnicos, em Santos, onde não há registro oficial de moradores.
  • Com 231, 6 km², a área continental de Santos é  quase seis vezes maior do que a parte insular da cidade (tem apenas 39, 4 km²), e conta com 4 mil moradores em seu nove bairros. Ali se encontra uma reserva ecológica com 206 quilômetros quadrados. A área continental faz limite com os municípios de Cubatão, Guarujá e Bertioga, e no alto da Serra do Mar, com Santo André e Mogi das Cruzes. Até 1999, havia apenas três bairros – Ilha Diana, Caruara e Monte Cabrão. Com a aprovação da Lei de Uso e Ocupação do Solo da Região, em 1999, a área foi repartida em nove seções, formando bairros regularizados: Quilombo, Nossa Senhora das Neves, Barnabé, Guarapá, Caruara, Trindade, Cabuçu-Caetê e Iriri, além de Monte Cabrão.
  • O Marco Distrital de Santos, ou Marco Zero, existente na Praça Mauá, no Centro Histórico, foi o primeiro a ser criado para fins de cadastro imobiliário no Estado de São Paulo, em 12 de fevereiro de 1940.
Monumento idealizado por Tomie Ohtake em homenagem à  Imigração Japonesa.

Monumento idealizado por Tomie Ohtake em homenagem à Imigração Japonesa.

Vista aérea da Praça da Independência, localizada no bairro do Gonzaga.

Vista aérea da Praça da Independência, localizada no bairro do Gonzaga.

Cena comum, principalmente no verão santista: transatlânticos saindo da cidade.

Cena comum, principalmente no verão santista: transatlânticos saindo da cidade.

Imagem aérea da Escultura de Tomie Ohtake.

Imagem aérea da Escultura de Tomie Ohtake.

Vista aérea da Cidade de Santos, a partir do Morro da Asa Delta, localizado na Cidade de São Vicente.

Vista aérea da Cidade de Santos, a partir do Morro da Asa Delta, localizado na Cidade de São Vicente.

19ª Festa do Imigrante

topo-feta-ok

Gastronomia, arte, música e dança de diversas nacionalidades que compõem a diversidade cultural de São Paulo, estarão reunidas na tradicional Festa do Imigrante, que acontecerá nos dias 20, 26 e 27 de julho.

Organizada há 19 anos pelo Museu da Imigração, a Festa do Imigrante tem papel fundamental no resgate da história de mais de 2,5 milhões de pessoas que passaram pela antiga Hospedaria dos Imigrantes do Brás desde final do século XIX. Em 2013, mais de 18 mil pessoas prestigiaram as comidas típicas, músicas, danças, artesanatos, entre outras manifestações. Este ano, estarão representadas mais de 40 nacionalidades, organizadas em 43 expositores de alimentação, 41 grupos de música e dança e 31 artesãos.

Veja a programação aqui.

SP pode virar principal destino turístico na América Latina em 2017, aponta estudo

São Paulo deve ultrapassar Buenos Aires e a Cidade do México para se tornar a cidade mais visitada por turistas estrangeiros na América Latina em 2017, segundo um estudo internacional da rede de cartões Mastercard.

Fluxo de visitantes para SP vem crescendo desde 2011 e deve ser o maior da América Latina em três anos

Fluxo de visitantes para SP vem crescendo desde 2011 e deve ser o maior da América Latina em três anos

A capital brasileira dos negócios é hoje o terceiro destino mais visitado da região, tendo recebido 2,4 milhões de viajantes estrangeiros em 2013, segundo o chamado Índice Global de Destinos Urbanos.

Centro de São Paulo à noite. Ao fundo, o famoso prédio do Banespa.

Centro de São Paulo à noite. Ao fundo, o famoso prédio do Banespa.

Ficou atrás da capital mexicana (que recebeu 3,1 milhões de visitantes internacionais em 2013) e Buenos Aires (para onde viajaram 2,6 milhões de estrangeiros).
Depois de São Paulo vêm Lima (1,8 milhão) e Rio de Janeiro e San José da Costa Rica (ambas com 1,4 milhão, cada).
O estudo analisa o fluxo de turistas para mais de 130 cidades no mundo. As conclusões apontam que, se forem mantidas as atuais tendências, haverá um reposicionamento das metrópoles latino-americanas no ranking de destinos nos próximos três anos.

Vista aérea do MASP, na Avenida Paulista.

Vista aérea do MASP, na Avenida Paulista.

Na região, a cidade que mais vem aumentando seu fluxo de visitantes estrangeiros é Lima, que, no ano passado, teve um crescimento de 12,7%, seguida por São Paulo, com 10,7%.
O fluxo para as duas cidades vem crescendo constantemente desde 2011. Cidade do México e Buenos Aires, por outro lado, enfrentam queda.
São Paulo é o destino latino-americano onde os visitantes gastaram mais em 2013: US$ 2,9 bilhões, disse o estudo.

Ponte Estaiada, em frente ao prédio da Rede Globo.

Ponte Estaiada, em frente ao prédio da Rede Globo.

Em seguida vieram Buenos Aires (US$ 2,7 bilhões), Cidade do México (US$ 2,2 bilhões), Rio de Janeiro (US$ 1,7 bilhão) e Lima (US$ 1,4 bilhão).
Além desses destinos, o levantamento incluiu outras urbes latino-americanas, como Belo Horizonte, Bogotá, Brasília, Caracas, Medelin, Quito, Recife e Santiago.

Mundo

No ranking global, a capital da Tailândia, Bangcoc, superou Londres como a cidade mais visitada do mundo em 2013.
No ano passado, 15,98 milhões de visitantes viajaram para Bangcoc, enquanto 15,96 milhões passaram pela capital britânica.
É a primeira vez em que uma cidade da Ásia lidera o ranking desde 2010, quando o índice começou a ser medido.
O terceiro maior destino turístico mundial é Paris, que recebeu 13,92 milhões de viajantes internacionais no ano passado, à frente de Cingapura, Nova York e Istambul.
Entre os 20 principais destinos, a capital francesa é a única cidade que está vendo o fluxo de turistas diminuir. Istambul, Dubai e Bangcoc são as que mais percebem crescimento.

Bangoc, capital da Tailândia, foi a cidade mais visitada do mundo em 2013

Bangoc, capital da Tailândia, foi a cidade mais visitada do mundo em 2013

Principais destinos dos turistas internacionais no mundo

1 – Bangoc:15,98 milhões

2 – Londres: 15,96 milhões

3 – Paris: 13,92 milhões

4 – Cingapura: 11,75 milhões

5 – Nova York: 11,52 milhões

6 – Istambul: 10,37 milhões

7 – Dubai: 9,89 milhões

8 – Kuala Lumpur: 9,2 milhões

9 – Hong Kong: 8,72 milhões

10 – Barcelona: 8,41 milhões

Fonte: MasterCard Worldwide Insights

 

Principais destinos dos turistas internacionais na América Latina

1 – Cidade do México: 3,1 milhões

2 – Buenos Aires: 2,6 milhões

3 – São Paulo: 2,4 milhões

4 – Lima: 1,8 milhão

5 – San José: 1,4 milhão

6 – Rio de Janeiro: 1,4 milhão

7 – Bogotá: 0,9 milhão

8 – Montevidéu: 0,7 milhão

9 – Quito: 0,6 milhão

10 – Caracas: 0,5 milhão

Fonte:MasterCard Worldwide Insights

 

Fonte: BBC Brasil

 

Céu se apresenta em shows no Sesc Bom Retiro

Sesc Bom Retiro recebe três apresentações em shows incríveis da cantora Céu | Céu - foto: Facebook Oficial/divulgação

Sesc Bom Retiro recebe três apresentações em shows incríveis da cantora Céu | Céu – foto: Facebook Oficial/divulgação

“Menino bonito, menino bonito, ai!”. Reconheceu? Pois é. A música “Malemolência” é um dos grandes sucessos da cantora Céu. Mas não é só ela que compõe o repertório da paulistana. Para apresentar o seu terceiro disco, “Caravana Seria Bloom”, Céu faz shows em junho no Sesc Bom Retiro: na sexta, 13, às 21h; sábado, 14, às 19h; e domingo, 15, às 18h. O ingresso custa até R$ 24.

Seu trabalho traz influências tanto de música originalmente brasileira, como de hip hop, afrobeat, jazz e R&B. Seus álbuns já lhe renderam diversos prêmios, dentre eles o Grammy Latino de Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro, em 2012.

Confira “Contravento”, ao vivo no programa britânico Later with Jools Holland (BBC):

 

SERVIÇO

O QUE: Céu
QUANDO: Sex 13/06 às 20h | Sáb 14/06 às 19h | Dom 15/06 às 18h (ingressos antecipados à venda nas unidades)
QUANTO: R$24
ONDE: Sesc Bom Retiro | http://www.sescsp.org.br/sesc | Alameda Nothmann, 185 | Bom Retiro – Centro | São Paulo | (11) 3332-3600 | Estação Júlio Prestes (CPTM – Linha 8 Diamante)

OBSERVAÇÃO: * R$ 12 (meia-entrada); R$ 4,80 (comerciário)

 

Fonte: Sesc | Catraca Livre

Festa “Chega Mais”, no Clube Flamingo, dia 1º de março (sábado de carnaval)

Já sabe o que fazer no sábado de Carnaval?!

Nossa sugestão é a festa “Chega Mais”, que acontecerá dia 1º (sábado), A partir das 20h, no Clube Flamingo.

CM1

A festa é organizada por amigos e terá clima ‘avonts’, para as pessoas sentirem-se super à vontade, como se estivessem em uma casa de amigo. A festança será regada com sons tropicais, da Tropicália ao rock nacional, passando pelo Hip Hop, Funk e toda sonoridade animada brazuca, sem preconceito algum. O intuito é diversão!

logo

O Clube Flamingo

Com nome que faz referência ao Flamingo Club, que funcionou entre os anos 1950 e 1960 no Soho, em Londres, é uma arejada alternativa aos “inferninhos” da Rua Augusta: tem fumódromo com sacada no 2º andar (onde há poltronas e sofás aconchegantes) e um agradável terraço no 3º – em dias quentes, suba os três lances de escada para ficar bebendo por ali.

Trio de mini burguer com cheddar e maionese verde da casa

Trio de mini burguer com cheddar e maionese verde da casa

Com cerca de 32 rótulos, a carta de cervejas inclui a paulista Baden Baden Golden e a catarinense Göttlich, Divina!, esta com leve toque de guaraná na fórmula. Entre os drinques clássicos, o tom collins leva suco de limão-siciliano, gim, água tônica e raspas de limão.

Os hambúrgueres da casa são preparados com 220 gramas de patinho temperado (temperado um pouco além da conta, por sinal). O trio de cogumelos vem com queijo de minas e um mix de shiitake, shimeji e champignon refogados no shoyu.

O drink Tom Collins, delicioso e super refrescante!

O drink Tom Collins, delicioso e super refrescante!

A casa localiza-se à Rua Antonio Carlos, 395 (uma travessa da Rua Augusta).

Não fique de fora, pois a festa promete ser incrível! 🙂

——————————————-

SERVIÇO

Chega Mais @ Clube Flamingo
1º de março
Sábado
20h

Djs
Pedro Lattari
Ricardo Chan
Sabrina Maekawa
Fezinho Araújo
Deborah Mattos

Entrada
R$25 de consumação
R$20 de consumação (com máscara ou fantasia)

Local
Rua Antonio Carlos, 395 (uma travessa da Rua Augusta).

1 picolé para os 30 primeiros pagantes!

Boa festa!!!

CM7

%d blogueiros gostam disto: