Arquivos do Blog

Ação criativa mostra quantas bikes cabem no espaço de um carro

Enquanto os carros poluem o ar e ocupam muito espaço nas vias públicas, as bicicletas, além de práticas e benéficas à saúde do usuário, ajudam a amenizar o trânsito e não poluem o ambiente.

Para mostrar de modo claro e objetivo como um ciclista também traz benefícios às cidades, uma agência inglesa chamada Cyclehoop instalou paraciclos em formato de carro que é instalado em vagas de automóvel. Cada paraciclo suporta até dez bicicletas.

paraciclo-bike-carro-02

Com isso, a agência pretende mostrar que dez magrelas podem ocupar o espaço de apenas um veículo que, às vezes, transporta somente uma pessoa. A ação foi realizada em Londres e outras cidades do Reino Unido.

Além de ser educativo, o paraciclo é eficiente e conta com uma bomba para encher os pneus das bicicletas.

paraciclo-bike-carro

 

Via Hypeness

Instituto Mobilidade Verde vai pesquisar novas abordagens para criação de bairros zona 30km/h.

meellin

 

Durante alguns meses de 2014, uma equipe composta por urbanistas, especialistas em mobilidade urbana, engenharia de tráfego e academia , irão pesquisar ativos de uma comunidade, suas inspirações e potencialidades , o objetivo será gerar conhecimento para o desenvolvimento de espaços públicos para promover a saúde, felicidade e bem-estar das pessoas através novas abordagens para intervenções urbanas voltadas para construção de bairros economicamente mais vibrantes e seguros para caminhar.

A proposta fundamental é testar estratégias de projetos e novas abordagens para o conceito de placemaking que começaram na década de 1960 , quando escritores como Jane Jacobs e William H. Whyte ofereciam idéias inovadoras sobre o projeto de cidades para atender as pessoas e não apenas para carros e centros comerciais. Esse trabalho vai estar centrado na importância de desenvolvimento de bairros mais vivos e espaços públicos mais convidativos, calmos, enfatizando os elementos essenciais para a criação de vida social.

Atualmente o Instituto está em fase de captação de recursos para viabilização da pesquisa. A maior dificuldade é sempre o financiamento de pesquisa para aplicação em projetos. O resultado será exposto para população através de debates e workshops, um livro será editado contando as experiências e servirá como base para criação de um projeto de lei para permitir a construção de bairros mais humanos e sustentáveis. “Nossa meta é sempre o desenvolvimento de políticas públicas que favoreçam a criação de bairros socialmente fortes e economicamente ativos”.

Também será abordado a aplicação de zonas de 30km/h, este conceito é normalmente instalado em áreas residenciais onde todo o perímetro tem sua velocidade reduzida através de sinalização vertical, horizontal e projetos de traffic calming. Estas intervenções são necessária para criação de bairros mais humanos e equitativos onde é possível o convívio entre pedestres, ciclistas e motoristas na rua com segurança. As primeiras zonas 30 km/h foram criadas na Holanda na década de 80.

Interessados em participar ou financiar o projeto deverão entrar em contato com os coordenadores através do email lp@mobilidadeverde.org

 

Fonte: Mobilidade Sustentável | Lincoln Paiva

%d blogueiros gostam disto: