Arquivo da categoria: História

Morador de rua consegue emprego no restaurante onde ele pediu esmola

Identificado apenas pelo primeiro nome, o morador de rua Marcus saiu do restaurante onde tinha entrado para pedir esmola, na cidade de Minneapolis, em Minnsesota, nos Estados Unidos, com um emprego e a oportunidade de melhor de vida.

A história foi relatada pela própria dona do estabelecimento, a jovem Cesia Abigail Baires, 25 anos, em um post no Facebook:

“Eu olhei para ele e perguntei: ‘por que você não arruma um emprego? Você sabe que nada é dado de graça, né?’”, relembra Cesia. “Ele respondeu: ‘bem, eu tenho histórico criminal e ninguém quer me contratar por isso, então tive que me virar nas ruas e conseguir dinheiro da única maneira que sei: furtando ou pedindo’. Então, eu perguntei a ele: ‘Você quer trabalhar? Eu tenho um emprego para você’. Seus olhos se arregalaram e o sorriso dele valeu o meu dia”, acrescenta.

Marcus trabalha no restaurante lavando pratos e tirando o lixo. “Quando ele recebe seu pagamento, sabe o que ele faz? Compra comida no meu restaurante e ele faz questão de pagar, porque diz que se sente bem com isso!”, explica Cesia.

Cesia ao lado de Marcus no restaurante (Foto: Reprodução/Facebook)

Cesia ao lado de Marcus no restaurante (Foto: Reprodução/Facebook)

A postura de Cesia foi bastante elogiada, e serviu para quebrar preconceitos que os moradores de rua sofrem, além de estimular a ajuda ao próximo. O post chegou a mais de 172 mil curtidas e 52 mil compartilhamentos

“Faça o bem para o outro e não apenas julgue alguém só porque está pedindo dinheiro. A gente não sabe qual é a situação da pessoa. Alguns merecem uma segunda chance. Deus me abençoou, porque eu não posso abençoar outros?” Isso é o que deveria bombar na internet. Quer mudança? Que tal começar com uma?”.

Cesia contou à ABC News que está gostando do trabalho de Marcus, que foi bem acolhido pelos outros funcionários do restaurante. Logo no primeiro dia ele surpreendeu todo mundo. “Eu perguntei se ele queria comer algo antes de começar. Ele só comeu metade. Uma moradora de rua passou em frente ao restaurante e ele correu para dar a outra metade para ela. Quando perguntei se a conhecia, Marcus disse: ‘Não, mas sei que ela está com fome’.

A equipe do restaurante também está ajudando Marcus a se livrar dos seus vícios, economizando 10% do seu salário para que ele faça o mesmo. Mas, isso não é tudo!

Eles criaram uma campanha em um site de financiamento coletivo para ajudá-lo a encontrar uma casa para morar e sair das ruas. Até hoje, foram arrecadados mais de 7 mil dólares.

Fonte: Inquietaria 

Extraterrestres existem? Por que ainda não convivemos com eles?

A cientista e escritora Maria Pereda (M.C. Pereda) e a metafísica Cris D Paschoal são entrevistadas por Lucimara Parisi, sobre a possibilidade de vida extraterrestre, como eles são e o motivo de ainda não conviverem conosco.

18 curiosidades que você provavelmente não sabe sobre a missão Apollo 11

Em 20 de julho de 1969, Neil Armstrong e Edwin “Buzz” Aldrin representavam a humanidade em uma ação histórica: pela primeira vez, o homem pisava à Lua. Na época, o mundo inteiro parou pra assistir o momento em que os dois astronautas desceram da nave Apollo 11 para conquistar de vez o nosso satélite natural (veja o vídeo no topo da matéria).

Os quase 400 mil quilômetros que separam a Terra da Lua não foram problema para os atronautas. A viagem de ida durou pouco mais de três dias e, desde então, muito se fala sobre a missão, entre curiosidades sobre a passagem dos astronautas até as famigeradas teorias da conspiração.

Aqui no Mega Curioso você já viu muitas curiosidades sobre a viagem Apollo 11 e as missões lunares posteriores, como alguns objetos intrigantes levados para o satélite, o destino das bandeiras que foram deixadas por lá e até a recuperação de um dos motores da primeira nave a posar na lua, achado no meio do Oceano Atlântico, no ano passado. Agora ainda sobre a missão,com 46 anos recém completados, o site All That Is Interesting listou 18 fatos que provavelmente a maioria das pessoas não sabia sobre a visita de Armstrong e Aldrin à Lua. Confira:

1- Buzz Aldrin, muito religioso, entre outras coisas que fez na Lua, leu uma passagem bíblica do livro de João e tomou a comunhão uma hóstia e um cálice de vinho de sua igreja.

2- Aldrin estava querendo ser o primeiro a fazer muitas coisas na Lua. Pois bem, ele foi o primeiro homem a urinar na Lua. O conteúdo foi guardado para ser descartado posteriormente.

Buzz Aldrin a bordo da Apollo11

3- O módulo lunar da Apollo 11 foi pousado manualmente. A medida precisou ser tomada porque o território onde a nave seria estacionada se demonstrou mais rochoso do que se esperava. O responsável por “encostar” na Lua em segurança foi Neil Armstrong.

4- O terceiro astronauta da missão, Michael Collins, que ficou na nave na órbita da Lua enquanto os companheiros exploravam o astro, foi o autor do símbolo da missão. O emblema continha uma águia carregando um ramo de oliva nas garras.

Controladores de voo comemoram o sucesso da missão Apollo 11 na Sala de Controle de Operações da Nasa. Ao fundo, o símbolo criado por Michael Collins

5- No retorno à Terra, o trio de astronautas da missão Apollo 11 foi colocado em quarentena. A medida foi tomada por questões de segurança e levou três semanas.

O trio de astronautas (da esq. p/ dir.) Michael Collins, Edwin Buzz Aldrin e Neil Armstrong relaxam na quarentena após sucesso da missão Apollo 11

6- A missão Apollo 11 foi a primeira que alcançou o objetivo de pousar na Lua, mas foi apenas a quinta missão tripulada do programa Apollo.

7- Neil Armstrong e Edwin Aldrin passaram, ao todo, um período de 21 horas na Lua.

Buzz Aldrin em sua visita à Lua

8- O programa Apollo contou com aproximadamente 400 mil profissionais entre engenheiros, técnicos e cientistas.

9- Os três astronautas tripulantes da Apollo 11 autografaram centenas de cartões com suas imagens para serem leiloados. Essa ação foi tomada para subsidiar a família de Neil Armstrong, caso algum imprevisto ocorresse, ou algo saísse errado durante a missão. Ele não tinha condições de pagar por um seguro de vida para astronautas.

O trio de astronautas Armstrong, Collins e Aldrin em retrato assinado pelos 3

10- Por pouco, a missão não precisou ser abortada. Quando Amstrong e Aldrin posaram na Lua a bordo do módulo espacial lunar, havia menos de um minuto de combustível restante no tanque. Se tivessem demorado mais um pouco, o objetivo de pousar na superfície lunar seria cancelado.

A equipe da Apollo 11 caiu no mar em seu retorno à Terra e foi resgatada por homens em trajes isolantes biológicos a fim de evitar qualquer risco de possível contaminação a partir do contato com os astronautas

11- O acontecimento teve uma audiência a altura de sua dimensão histórica: estima-se que cerca de 600 milhões de pessoas assistiram a Apollo 11 pousar na Lua, ao vivo, pela televisão.

12- Os “quase” problemas não aconteceram apenas na chegada da Apollo 11 à Lua. Quando foram decolar para sair do satélite, Edwin Aldrin precisou ter uma ideia inusitada que evitou o fracasso da missão inteira. Ele usou uma caneta com ponta de feltro para ativar um disjuntor quebrado que era essencial para que os astronautas conseguissem partir da Lua.

O módulo Eagle em deslocamento para a Lua

13- O módulo de comando da nave Apollo 11 era chamado de Columbia. Este item foi o responsável por abrigar a equipe de astronautas e carregar os suprimentos durante a missão.

14- Já o módulo lunar levava o nome de Eagle (águia). A escolha foi baseada no pássaro símbolo dos Estados Unidos.

15- “Aqui, homens do Planeta Terra colocaram os pés pela primeira vez na Lua. Julho de 1969, A.D. Por toda a humanidade, nós viemos em paz”. Esta era a frase presente em uma placa deixada na lua junto com a bandeira dos Estados Unidos e mais de 100 outros objetos.

O famoso retrato da pegada na Lua, símbolo da primeira vez em que o homem pôs os pés no satélite

16- Havia um discurso alternativo preparado pelo presidente Richard Nixon para o caso de falha na missão Apollo 11.

17- Michael Collins resolveu deixar a carreira como astronauta assim que retornou da missão na Lua. O tripulante da Apollo 11 passou a tentar a vida no mundo dos negócios.

Presidente Nixon saúda os, ainda em quarentena pós-retorno, astronautas pelo sucesso na missão Apollo 11

18- O cheiro na Lua lembra “cinzas molhadas em uma lareira”, segundo Aldrin e Armstrong. A descrição causa estranheza, pois qualquer cheiro no espaço é apenas aparente, já que nunca poderá ser sentido diretamente.

 

7 coisas bizarras que as mulheres da Roma Antiga usavam para se manter bonitas

Pintura retrata mulheres romanas tomando banho (Foto: Wikimedia Commons)

PINTURA RETRATA MULHERES ROMANAS TOMANDO BANHO (FOTO: WIKIMEDIA COMMONS)

Assim como nos dias atuais, a preocupação com a estética era muito comum no Império Romano. Não que eles tenham inventado o culto à beleza nem nada do gênero. Na verdade, muitos dos costumes e modas que pegaram na Roma Antiga foram importados de civilizações mais velhas, como a Grécia e o Egito, depois de conquistadas pelos romanos. Mas ao contrário das tradições orientais, nas quais as mulheres se embelezavam de forma exuberante, as romanas prezavam mais pela discrição. Se usassem muito perfume e exagerassem na maquiagem, eram vistas como adúlteras ou prostitutas.

Mesmo assim, tanto patrícias quanto plebeias recorriam a loções e cosméticos para melhorar a aparência. A diferença é que o dinheiro comprava produtos de melhor qualidade e sem odores pútridos. Os cheiros vinham dos ingredientes bizarros a partir dos quais muitos dos cremes eram feitos. Como naquela época o conhecimento sobre química não era lá tão avançado, o pessoal acreditava que essas substâncias tinham bastante poder. E o resultado de aplicar essas melecas na cara podia ser um tanto desagradável. “Não era incomum para um marido beijar sua esposa e descobrir que seus lábios ficaram grudados no rosto dela por causa do processo”, escreveu a historiadora Ryan Stone no site Ancient Origins.

Achamos o artigo dela tão interessante e os ingredientes que ela citou tão estranhos que resolvemos listar alguns por aqui. Confira:

Pó de giz e cocô de crocodilo Uma das coisas que as romanas mais valorizavam era ter um tom de pele extremamente pálido – isso era um indício de que a pessoa passava muito tempo dentro de casa, e que portanto era rica o suficiente para garantir que servos e criados fizessem o “trabalho sujo” por ela. Só que as mulheres de Roma não eram tão brancas assim, então se sujeitavam a técnicas das mais bizarras para conseguir branquear a pele. Tipo passar pó de giz e cocô de crocodilo no rosto.

Leite de jumenta Como deixar a pele mais bonita? Basta tomar um belo banho de leite de jumenta fresquinho, é claro. Quem começou com essa história foi Cleópatra, a charmosa rainha egípcia que fisgou o grande general romano Marco Antônio. É claro que muitas moças de Roma queriam ser iguais a ela, por isso imitavam sua receita ~infalível~.

Banha de cisne e feijão cozido Quem quisesse se ver livre das rugas no Império Romano, talvez considerasse ter de matar um cisne ou então cozinhar um punhado de feijão. Isso por que a dica para acabar com as marcas faciais era esfregar em cima delas um pouco da gordura do animal, ou então passar feijão cozido nas rugas. Será que o povo acabava comendo essa gororoba?

Cinzas de caramujos Hoje em dia, ter sardas costuma ser considerado um charme a mais. Mas na Roma de dois mil anos atrás, elas eram um indício de tempo demais no sol, o que em outras palavras sugeria que a mulher era pobretona. Para sumir de vez com as pintinhas, as romanas queimavam caramujos e aplicavam as cinzas nas bochechas.

Delineador à base de fuligem Imagine passar o dedo naquela meleca preta que fica dentro das lareiras e depois pintar o olho com aquilo? Era mais ou menos o que as garotas faziam naquela época. A maquiagem nos olhos parecia bastante com a que é feita hoje, e a tal substância era chamada de kohl. Feita a partir de fuligem ou cinzas, foi introduzida no império pelos egípcios e continua sendo usada na Turquia até hoje!

Fonte: Galileu

Uma pintura renascentista mostra que a melancia costumava ser bem diferente do que a conhecemos

A fruta foi cultivada para ser maior e mais vermelha por dentro (Foto: Flickr/Harsha K R)

A FRUTA FOI CULTIVADA PARA SER MAIOR E MAIS VERMELHA POR DENTRO (FOTO: FLICKR/HARSHA K R)

Um quadro italiano à venda na galeria de arte Christie’s está levantando várias questões sobre a domesticação das frutas. Trata-se de uma obra de Giovanni Stanchi na qual estão retratadas diversas plantas e frutas, entre elas, pêssegos, peras e melancias –estas com um aspecto bem diferente do qual as conhecemos.

A estimativa é que o quadro tenha sido pintado entre 1645 e 1672, décadas após a popularização da fruta na Europa. A África é o continente de origem da melancia que, ao ser inserida no mercado, foi desenvolvendo determinados aspectos para sobreviver ao clima europeu.

Quadro do artista italiano Giovanni Stanchi retrata a fruta de forma bem diferente da qual a conhecemos (Foto: Reprodução/Christie's)

QUADRO DO ARTISTA ITALIANO GIOVANNI STANCHI RETRATA A FRUTA DE FORMA BEM DIFERENTE DA QUAL A CONHECEMOS (FOTO: REPRODUÇÃO/CHRISTIE’S)

Domesticar uma fruta também é cultivá-la em uma série de condições que faça com que ela tenha certas características desejáveis. A melancia, por exemplo, foi desenvolvida de forma a ser maior e ter um interior mais vermelho do que ela tinha originalmente.

Segundo especialista, é provável que fruta não tenha caroços no futuro (Foto: Christie's/Flickr)

SEGUNDO ESPECIALISTA, É PROVÁVEL QUE FRUTA NÃO TENHA CAROÇOS NO FUTURO (FOTO: CHRISTIE’S/FLICKR)

De acordo com James Nienhuis, professor de horticultura da Universidade do Wisconsin, nos Estados Unidos, a melancia “das antigas” provavelmente era saborosa, mais doce do que a sua contemporânea.

O professor também acredita que a domesticação da fruta não parará por ai. “Atualmente estamos experimentando formas de nos livrar das sementes da melancia”, afirma.

Via Vox

Com um aquecimento similar ao de hoje, nível do mar já subiu seis metros

O Rio de Janeiro só não virou Veneza porque ainda não deu tempo

Cidade submersa

Passeios de gôndola agora disponíveis para o mundo inteiro | Foto: Thinkstock

Como todo o cético climático costuma lembrar, a Terra já passou por vários períodos de aquecimento e resfriamento antes do atual – causado, sim, pelo fato que estamos reintroduzindo na atmosfera o carbono que um dia esteve no ambiente, e tornava outras eras mais quentes.

Há 3 milhões de anos, quando nossos ancestrais peludos tentavam se equilibrar em duas patas na África, a atmosfera tinha uma quantidade de carbono e temperatura equivalentes à de hoje em dia. Motivo para relaxar e ir à praia num Hummer para curtir um churrasco no carvão mineral? Bom, acontece que, então, o nível dos oceanos era ao menos seis metros mais alto. Não esqueça a boia.

Foi o que revelou um estudo de paleoclimatologistas da Universidade Estadual do Oregon (EUA).  Eles compilaram os resultados de 30 anos de pesquisa sobre o gelo polar e nível de oceanos, descobrindo como um aquecimento relativamente modesto pode causar mudanças tão dramáticas.

Por que, então, você ainda não teve de vender sua casa em Bertioga para uma fazenda de ostras? “Leva um tempo para o aquecimento derreter as calotas polares”, afirma paleoclimatologista e geólogo glacial Anders Carlson, condutor do estudo. “Mas não leva para sempre. Existem evidências de que a transformação está tomando lugar agora.”

Seu colega e coautor, Peter Clark, arrisca uma previsão: “o que é assustador é que o nível de CO2 continua a subir, então estamos entrando em território desconhecido. O que não é certeza é o período exato, que é menos bem determinado. Podemos estar falando de entre vários séculos a alguns milênios para vermos o impacto total do derretimento das calotas polares”.

Dica de investimento: não compre apartamento na praia abaixo do terceiro andar.

 

Referências:

1) Sea-level rise due to polar ice-sheet mass loss during past warm periods, A. E. Carlson, P. U. Clark et al, Science Magazine,http://www.sciencemag.org/content/349/6244/aaa4019

2) Global sea levels have risen six meters or more with just slight global warming, Oregon State University via ScienceDaily,http://www.sciencedaily.com/releases/2015/07/150709145159.htm

 

Fonte: Superinteressante

 

8 alimentos criados por “acidente”

Algumas das melhores descobertas foram feitas através de acidentes e não há exceção quando falamos em comida. Erros, que em outras palavras podem ser chamados de ‘desastres’, imprevisivelmente tornaram-se resultados deliciosos e grandes sucessos da culinária. No dia a dia, por exemplo, utilizamos diversos aparelhos que jamais imaginaríamos que foram inventados por acidente, como o raio X, penicilina, post-it, massinha, goma de mascar, o forno de micro-ondas e, também, os fogos de artifício, que foram inventados por um cozinheiro na China. Todos vieram de erros.

Na parte das comidas, a equipe responsável pelo hellofood levantou algumas delícias que nasceram de um compilado de preguiça, falta de sorte e desenvoltura ou apenas puro fracasso. Veja abaixo alimentos que você jamais imaginaria que são frutos de uma frustração.

1. BISCOITO COM GOTAS DE CHOCOLATE (COOKIE)

O biscoito de gotas de chocolate foi feito primeiramente pela Ruth Wakefield, que um dia, em seu preparo, acabou o chocolate que ela utilizava para fazer seus biscoitos, então ela quebrou uma barra de chocolate meio amargo e acrescentou na massa esperando que tudo se fundisse.

Mas as peças permaneceram intactas: o que resultou um biscoito com pedaços de chocolate, e assim que o cookie de chocolate nasceu. Logo depois, o hotel dela se tornou conhecido por seus biscoitos. Em 1997, para honrar a origem da receita popular, o estado de Massachusetts designou o biscoito de chocolate como seu snack oficial do Estado

Quem inventou? Ruth Graves Wakefield
Quando? 1930
O que levou ao acontecimento? Falta de recurso

2. CHIPS DE BATATA FRITA

George Crum, um chefe Americano, em 1853, estava cansado de um cliente que reclamava que suas batatas fritas não eram finas o suficiente. Então Crum decidiu trilhar sua vingança, tornando-os não comestíveis. Ele fatiou bem fina, e assou até ficar crocante demais e colocou sal.

Quem inventou? George Crum
Quando? 1853
O que levou ao acontecimento? Vingança

3. CERVEJA

Cerveja nunca teria existido se os espaços de armazenamento mesopotâmicos estivessem secos. Quando eles começaram a armazenar grãos de pão, seus espaços de armazenamento, ocasionalmente, tornaram-se úmidos, o que fez com que os grãos iniciassem uma fermentação automática. Este processo de fermentação resultou na primeira cerveja do mundo. Todos nós devemos levantar um copo para o povo da Mesopotâmia, que foram corajosos suficientes para provar o líquido ‘estranho’.

Quem inventou? Mesopotâmicos
Quando? Há 10.000 anos
O que levou ao acontecimento? Sorte

4. SANDUÍCHE 

John Montagu, também conhecido como o “4° Conde das Ilhas Sandwich”, que atualmente é o Havaí, adorava jogar carteado. Alguns acreditam que Motagu não conseguia deixar um jogo de azar intenso, então ele pediu para que carne fosse trazida a ele entre dois pedaços de pão. A recusa de Montagu de levantar-se para uma refeição resultou em um dos maiores avanços na história da culinária.

Quem inventou? John Montagu, 4° conde de Sandwich
Quando? Por volta de 1700
O que levou ao acontecimento? Problemas com aposta

5. COCA-COLA

O primeiro propósito da invenção da Coca Cola foi para utilização como substituto à morfina. Pemberton era um veterano ferido que havia se tornado viciado em morfina e procurou criar um substituto para afastar seu vício. Através de algumas experiências em seu laboratório, ele criou um tônico (a original fórmula da Coca-Cola) que continha pequenas quantidades de cocaína, bem como a noz de cola, rica em cafeína. Em 1887, outro farmacêutico de Atlanta, Asa Candler, comprou a fórmula da Coca Cola de Pemberton, por US$ 2.300. No final dos anos 1890, a Coca-Cola foi uma das mais populares bebidas da América, em grande parte devido ao marketing agressivo do produto como um refrigerante

Quem inventou? John Pemberton
Quando? 1886
O que levou ao acontecimento? Vício

6. PICOLÉ

O jovem Frank Epperson deixou um copo de refrigerante em sua varanda em San Francisco com uma colher para mexer.

Na manhã seguinte, a bebida tinha congelado e, quando ele puxou a colher, a bebida veio com ele. Em 1924, ele solicitou uma patente para sua nova descoberta.

Quem inventou? Frank Epperson
Quando? 1905
O que levou ao acontecimento? Falta de atenção

7. CASQUINHA DE SORVETE

Em 1904, na feira mundial de St. Louis, um vendedor de sorvete ficou sem recipiente para vender seu produto. Em um nobre ato, um vizinho desse vendedor, chamdo Hamwii, enrolou um tipo de massa de waffle (chamada zalabis) em formato de cone, para o sorvete ser colocado dentro. Até hoje agradecemos por esse acidente.
Quem inventou? Ernest Hamwi
Quando? 1904
O que levou ao acontecimento? Vizinho criativo

8. TOFU

Um cozinheiro acidentalmente derrubou Nigari (um coagulante natural) em um pote de leite de soja, criando um efeito de coalhar, que acabou originado o tofu. Em todo caso, todos os vegetarianos ao redor do mundo devem agradecer por esse erro.

Quem inventou? Um cozinheiro chinês
Quando? Antiga China
O que levou ao acontecimento? Gafe

Fonte: Mega Curioso

Nova Zelândia, por que esse nome?

Muitos lugares no mundo têm o nome “Old” para indicar que foram descobertos há muito tempo. Contudo, existe um país que parece existir há apenas algumas centenas de anos, sem registros anteriores, sendo chamado de Nova Zelândia.

Então, a pergunta que fica é: onde está a Velha Zelândia? Ainda, por que ela é chamada de “Nova”?
Por isso, vamos trazer alguns fatos históricos para explicar um pouco sobre o país e como ele recebeu a alcunha.

O primeiro explorador conhecido a chegar pisar no local foi o holandês Abel Tasman, em 1642. Como comerciante, ele estava a serviço da Companhia Holandesa das Índias Orientais. Porém, ao chegar no pedaço de terra, Tasman tinha certeza de que havia desembarcado na Isla de los Estados, que fica na ponta inferior da Argentina. Então, ele não tomou conhecimento do que acabara de descobrir.

Tasman também não teve tempo para “digerir” o que havia encontrado: logo que chegou, teve um confronto com nativos, e quatro tripulantes do navio foram mortos. Segundo os relatos, um dos maoris (nome dos habitantes locais) foi atingido por um tiro de metralhadora.

Pouco tempo depois, os cartógrafos holandeses Hendrik Brouwer e Joan Blaeu perceberam que essas grandes ilhas não faziam parte da América do Sul, então denominaram o local de Nieuw Zeeland (algo como “novas ilhas no mar”).
Mais de 100 anos depois, especificamente em 1769, o explorador britânico James Cook voltou a Nieuw Zelland e mapeou todo o espaço. Ainda, anglicizou o nome para “New Zeland” (Nova Zelândia).

Após a chegada de Cook, baleeiros, foqueiros e navios comerciais dos EUA começaram a ir até as novas ilhas. Eles negociavam alimentos, armas, madeira, artefatos, ferramentas de metal e até água.

Fonte: Mega Curioso

Por que o 9 de Julho só é feriado em São Paulo?

2011_07_revolucao32

Em 9 de julho, comemora-se a Revolução Constitucionalista de 1932. É que nesse dia o Estado de São Paulo entrou em guerra contra o Governo Brasileiro. Na época, o presidente da república era Getúlio Vargas, que tinha derrubado a Constituição de 1881, o conjunto de leis do País. O Getúlio governava sozinho, sem deputados, senadores, e vereadores.

Naquele tempo, não existiam eleições. Era regime de ditadura. O presidente era escolhido por indicações e  São Paulo alternava as indicações com o Estado de Minas Gerais. Quando o Getúlio assumiu o poder, ele acabou com as indicações e colocou mediadores em todos os Estados do Brasil. E o mediador  escolhido para governar São Paulo não era paulista, o que revoltou todos que moravam em São Paulo. Assim, São Paulo além de não indicar mais o presidente, ainda era governado por alguém de fora…

Em 1932, os paulistas queriam elaborar uma nova Constituição, um novo conjunto de leis para o País. A Revolução Constitucionalista começou em 9 de julho e durou até 2 de outubro de 1932. Dois anos mais tarde, foi aprovada uma nova Constituição com importantes leis como a garantia do voto para a mulher, jornada de trabalho de 8 horas e 13º salário.

Curiosidades

As duas principais avenidas que ligam a cidade São Paulo de norte a sul – Nove de Julho e 23 de Maio, tem a origem de seus a partir da Revolução. Num conflito no dia 23 de maio, 4 estudantes foram mortos, conhecidos pela sigla MMDC.

9

Avenida 9 de Julho

RF8499- SÃO PAULO - 22/09/2014 - CIDADES - DIA MUNDIAL SEM CARRO - Av. 23 de Maio às 18h00 com trânsito bom no dia mundial sem carro. Foto: Robson Fernandjes / Fotos Públicas

Avenida 23 de Maio (com o Obelisco do Ibirapuera ao fundo)

O Obelisco, localizado no Parque do Ibirapuera, maior monumento da cidade, com 72 metros de altura, é um mausoléu dos heróis de 32. Lá estão os corpos dos estudantes mortos em 23 de maio e de mais de 600 combatentes que lutaram durante a Revolução. Projetado pelo escultor Galileo Emendabili, tudo em torno dele lembra o número 9, desde sua altura à quantidade de degraus na entrada.

24

Obelisco

 

 

Fonte: cmais+

Perdidas no tempo: 10 grandes empresas que já estiveram no topo

Egito, Pérsia, Macedônia, Roma, Bizâncio. A História da humanidade é marcada pela ascensão e queda de impérios, que, após mudarem o mundo, são substituídos por outros mais fortes ou inovadores. No mundo da tecnologia, parece não ser tão diferente.

Há inúmeras empresas que contribuíram grandemente para a evolução de hardware, software e serviços, e com isso colheram status e domínio de mercado em seus respectivos momentos de apogeu, mas algo no meio do caminho acabou levando-as à falência, à mediocridade ou mesmo ao simples esquecimento.

Hoje, no TecMundo, faremos um breve memorial em nome daqueles que já foram gigantes da tecnologia, mas que nestes dias infelizmente não estão mais entre nós — ou até estão, mas ninguém liga muito.

1. Sun Microsystems

Tendo seu ápice durante a bolha da internet, a Sun Microsystems foi uma empresa que produzia e vendia computadores, softwares, componentes de hardware e informação tecnológica. Foi responsável pela criação do sistema de arquivos NFS e pelo Java. Este último, por exemplo, acabou se tornando uma linguagem de programação rápida e versátil que provavelmente ainda perdurará alguns bons anos.

Em janeiro de 2010, a Sun foi comprada pela Oracle Corporation por US$ 7,4 bilhões. No mês seguinte, ela foi fundida à multinacional, passando a se chamar Oracle America Inc. A Sun não chegou a falir ou fechar, mas sua aquisição a tornou praticamente inútil, sendo mantida apenas por causa de suas patentes.

2. Compaq Computer Corporation

Fundada no início dos anos 80, a Compaq desenvolvia, vendia e oferecia suporte a computadores e produtos e serviços relacionados. Foi responsável por alguns dos primeiros IBM PC compatíveis, chegando a se tornar a maior fornecedora de sistemas de computador do mundo, durantes os anos 90.

A companhia lutou para se manter no mercado após a reformulação causada pela bolha da internet, mas perdeu sua colocação de maior fornecedora para a Dell em 2001. No ano seguinte, foi adquirida pela HP por US$ 25 bilhões. Atualmente, a Compaq é mantida em uso por sua empresa-mãe apenas no desenvolvimento de sistemas simples.

3. Eastman Kodak Company

A Eastman Kodak Company é uma empresa multinacional especializada em equipamentos fotográficos profissionais e amadores. Foi cofundada por George Eastman, inventor do filme fotográfico, e ficou mundialmente famosa pela produção e comercialização desse produto. Durante a maior parte do século 20, a companhia foi uma gigante no mercado de filmes fotográficos, chegando a dominar 90% desse mercado nos Estados Unidos na década de 70.

Entretanto, no fim dos anos 90, a Kodak começou a enfrentar sérios problemas financeiros devido à queda de vendas em filmes durante a transição para a era da fotografia digital. O último ano em que obteve algum lucro, nesse longo período de crise, foi 2007.

A empresa chegou a mudar de estratégia, abraçando a tecnologia digital de fotografia e impressão, mas, em 2012, pediu proteção contra a falência para o governo norte-americano.  Em 2013, a Kodak emergiu da falência abrindo mão de vários de seus serviços, como a fabricação de câmeras digitais de foto e vídeo.

4. Napster

Tendo apenas dois anos de permanência no ar — de junho de 1999 a julho de 2001 —, o Napster original foi o serviço pioneiro no compartilhamento de arquivos P2P, com foco principal em arquivos MP3. O desbravador da modalidade foi, em seguida, inspiração para diversos novos serviços que gradualmente foram expandindo e aperfeiçoando suas capacidades, tal como Limewire, Kazaa e BitTorrent.

Como precursor do gênero, o Napster também foi um dos principais bodes expiatórios das grandes gravadoras, enfrentando múltiplos processos legais de infração de direitos autorais que resultaram em uma ordem judicial para o encerramento de suas operações.

O serviço original foi fechado e adquirido pela empresa americana de softwares Roxio, que relançou o Napster como uma loja de música online. Em 2011, a Roxio foi vendida para a Rhapsody, loja online da multinacional Best Buy.

5. Itautec S/A

A Itautec foi uma empresa 100% nacional com especialização em equipamentos de TI, automação comercial e automação bancária. Atuando no Brasil desde 1979, a companhia tinha subsidiárias em cinco países, chegando a possuir a décima maior base instalada de caixas eletrônicos do mundo, além da maior rede própria de assistência técnica em informática do país.

Também teve em seu histórico eventos como o controle sobre a marca Philco em território nacional, de 1994 a 2005, e diversos prêmios recebidos em 2010. Entre eles está o do World Finance Technology, sendo considerada a melhor fornecedora de soluções de segurança e tecnologia para o setor financeiro da América Latina.

Em 2013, porém, a Itautec S/A encerrou suas atividades com esse nome, vendendo a maior parte de sua participação nas áreas de automação bancária e comercial e prestação de serviços para a empresa japonesa Oki. A unidade de computação da Itautec, que também atuava com a marca Infoway, foi desativada.

6. SEGA

Gigante do mercado de console de video games, principalmente durante os anos 80 e 90, a SEGA rivalizou com a Nintendo por algumas gerações de consoles, lançando produtos como os antológicos Master System, Mega Drive — conhecido nos Estados Unidos como SEGA Genesis —, além do mundialmente conhecido mascote Sonic.

A SEGA causou um grande impacto no mundo da tecnologia com suas iniciativas inovadoras nas áreas de software e hardware, pavimentando o caminho para diversas empresas do mercado de video games.

Infelizmente, seu último console, o Dreamcast, causou enorme prejuízo à empresa, obrigando-a a se reestruturar. Ela deixou a fabricação de hardware, para dedicar-se estritamente ao desenvolvimento de games para outras empresas, inclusive para a própria Nintendo, que outrora foi sua grande concorrente.

7. Hewlett-Packard Company (HP)

Durante muito tempo sendo referencial para o mundo da tecnologia, a HP já foi uma das gigantes no mercado de computação, impressão, tratamento de imagem e softwares, chegando a se tornar líder na fabricação de computadores pessoais.

Ascensão do preço das ações da HP, desde o período de baixa entre 2012 e 2013

Apesar de ter sido a segunda maior vendedora de PCs em 2013, a empresa já não é mais sinônimo de qualidade há algum tempo. Isso e algumas apostas malsucedidas, como a tentativa de entrar no mercado de tablets, causou nos últimos anos uma enorme queda no valor das ações edemissões na companhia.

A empresa luta para se reerguer e desde dezembro do ano passado vem prosperando como corporação, mas, como marca, precisa de novas estratégias para reconquistar o lugar que um dia ocupou na preferência do consumidor final.

8. BlackBerry

Originalmente, essa empresa era conhecida por ser inovadora no ramo de smartphones empresariais e governamentais. Em 2010, chegou a dominar 43% do mercado dessa modalidade. Além da linha de celulares e smartphones, a companhia também tem seus próprios sistemas operacionais mobile, exclusivos para seus dispositivos.

A situação da BlackBerry iniciou seu processo de declínio com a grande competição de companhias como Apple e Samsung, que fornecem a já predominante tecnologia de telas sensíveis ao toque. Por causa disso, a fatia de mercado da empresa caiu para 3,8% em 2013. Atualmente, a maior parte de seu valor está em suas patentes, que valem entre US$ 2 e 3 bilhões de dólares.

9. America Online (AOL)

A companhia que chegou a ser um dos principais ícones da revolução da internet foi fundada em 1985. Conhecida por seu pacote de softwares, também chamado de AOL, a América Online oferecia a seus clientes a porta de entrada para a World Wide Web, chegando a ter mais de 30 milhões de usuários em seus serviços.

A empresa comprou em 2000 a Time Warner, aquisição que não foi muito frutífera, resultando na cisão e independência dessa última nove anos depois. Entre vários momentos de transição e reformulação da marca, a AOL tem enfrentado várias crises nos EUA ao longo dos anos. No Brasil, a empresa chegou em 1999 prometendo ser “o maior provedor de internet do País”, algo que não chegou a acontecer devido aos vários problemas técnicos com os CDs de instalação do discador e a má qualidade do serviço.

O prejuízo em toda a América Latina foi em torno de R$ 182 milhões, o que fez com que a empresa fechasse as portas oficialmente neste pedaço do continente em março de 2006. Houve um retorno da marca America Online no Brasil em 2008, mas com serviços diferentes daqueles oferecidos no início, como mensagens instantâneas, notícias, email e álbum de fotos.

10. Atari

A Atari talvez ainda seja a grande Top of Mind quando o assunto é video games antigos, e há uma boa razão para isso. A empresa criou as primeiras máquinas de arcade alimentadas por fichas e moedas, mas seu produto mais popular foi o console caseiro Atari 2600, que gerou um assombroso sucesso devido ao seu custo relativamente baixo e às várias opções de jogos que possuía.

Devido à crise no mercado de games em 1983, a empresa original passou por diversas reformulações, tendo divisões de departamentos e aquisições nas mãos de várias companhias. Em 2008, a Atari tornou-se subsidiária da Infogrames Entertaintment, SA, que mudou mais tarde seu nome para “Atari, SA”. Atualmente, ela está somente no ramo de desenvolvimento de jogos.

Poucas coisas duram para sempre e, em um campo no qual tudo muda tão rápido como a área de tecnologia, não é de se espantar que as coisas fiquem facilmente obsoletas, tornando difícil a tarefa de se manter firme no mercado. E você, de quais empresas de tecnologia que um dia já foram grandes sente mais falta?

%d blogueiros gostam disto: