Arquivo mensal: junho 2016

Cidade do México oferece transporte gratuito para quem deixar o carro em casa

A medida visa reduzir a emissão de poluentes prejudiciais ao meio ambiente

Para incentivar o transporte público e reduzir o número de carros nas ruas, o secretário de Mobilidade da Cidade do México, Héctor Serrano, anunciou que entre os dias 5 de abril e 30 de junho os serviços de trólebus e metrô ligeiro terão passe livre à população.

A medida tem como objetivo promover o deslocamento na cidade sem a emissão de poluentes prejudiciais ao meio ambiente. Além da determinação, o poder público suspendeu a circulação de parte dos veículos, inclusive aos sábados, e reduziu o preço dos táxis em até 50%. Também estão sendo estudados programas para estimular a carona solidária.

O anúncio ocorreu após as autoridades mexicanas ativarem a contingência ambiental devido ao elevado nível de ozônio. Nas últimas semanas, a concentração dos índices de poluição do ar na capital do México superou as determinadas por organizações mundiais.

Fonte: Catraca Livre

Confiar em alguém que você não conhece pode surpreender positivamente

A maioria das pessoas acha que precisamos fazer coisas grandiosas para mudar o mundo para melhor. Mas, são os pequenos gestos que indicam o caminho para essa mudança.

Veja o exemplo do fuzileiro naval Jefferson Cabral. Ele publicou no seu Facebook uma história linda sobre o quanto pode ser transformador você dar confiança às pessoas, e como elas respondem de forma positiva a essa atitude simples.

Ele viu um menino fingindo pedalar nas bikes do Itaú, no Rio de Janeiro, e, depois de uma conversa breve, Jefferson disponibilizou uma bike para que o menino se divertisse um pouco. O menino prometeu que voltaria dali uma hora, e voltou. Confira o depoimento completo aqui.

 

Fonte: Catraca Livre

Na Itália, escola vegana oferece cardápio com frutas e verduras biológicas

Inaugurada há alguns meses em Milão, escola Naturà ainda enfrenta desconfiança de pais e mães

Com o slogan “Amamos e respeitamos todos os animais e, por isso mesmo só usamos alimentos vegan”, a escola Naturà de Milão, na Itália, se tornou o primeiro jardim de infância do país a oferecer um cardápio vegano com frutas e verduras biológicas.

Inaugurada há poucos meses, a escola ainda divide opiniões de muitos pais:”Até o momento, a Naturà possui somente cinco alunos”, revela Federica Ferrobianchi, uma das proprietárias e também professora da instituição. Apesar da resistência, Federica lembra que, na cidade de Bolonha, algumas escolas já adotaram um menu vegetariano, inclusive, com receitas veganas.

Reprodução

Prefeitura de São Paulo regulamenta lei que torna obrigatório alimentos orgânicos nas escolas

Na última terça-feira, 5, foi regularizada a Lei Municipal nº 16.140, de março de 2015, que obriga a inclusão de alimentos orgânicos ou de base agroecológica para a rede municipal de ensino paulistana.

A iniciativa é resultado do trabalho colaborativo da Secretaria Municipal de Educação (SME), da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente (SVMA) e da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE), ao lado do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMUSAN), do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e da sociedade civil organizada.

No anúncio da regularização da nova lei, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, salientou a importância de uma alimentação equilibrada e saudável na merenda, além de fomentar a agricultura familiar de pequenos produtores rurais. “A merenda escolar alimenta milhões de brasileiros. Um quarto da população é alimentada nas nossas escolas, noventa por cento dela nas escolas públicas. Nós percebemos um enorme potencial de mudar o campo e a cidade conectando a merenda com a agricultura familiar”, disse o prefeito Haddad.

A nova lei reforça o trabalho da prefeitura paulistana na adoção de medidas que visam melhor qualidade da alimentação escolar.  Entre os alimentos orgânicos, ou de produtores com menos uso de agrotóxicos, que a prefeitura já vem adquirindo estão sucos de uva e de laranja integrais, arroz orgânico, feijão carioca, arroz parboilizado, carne suína, bananas nanica e prata.

 

Fonte: Catraca Livre

ONG lança financiamento coletivo para inaugurar clínica veterinária móvel

Ônibus de castração quer reduzir a superpopulação desses animais,

Existem várias formas de ajudar animais que estão abandonados ou que vivem situações de maus-tratos. E dar apenas um clique e colaborar em prol de uma causa que protege cães e gatos é uma delas.

O Instituto MAPAA lançou um financiamento coletivo para finalizar um ônibus de castração adaptado que servirá como clínica veterinária móvel para socorrer animais de bairros mais afastados de São Paulo.

Reduzir a superpopulação por meio da castração ajuda a evitar o abandono, o descaso e a falta de cuidado que atingem esses animais, que estão sujeitos a mortes cruéis, espancamento e envenenamento quando sozinhos.

Clínica terá ambulatório, sala de higienização, sala cirúrgica, sala pós-cirúrgica e sala de degermação

O projeto está 90% pronto, mas ainda restam algumas finalizações. Por isso, a ONG divulgou a campanha on-line cujo objetivo é arrecadar R$ 35 mil.

“A unidade móvel do MAPAA vai trabalhar sem descanso, o ano inteiro, visitando bairros periféricos e levando não só a campanha ininterrupta de castração para estes locais, mas também conhecimento – em manuais impressos, peças de teatro e palestras a serem desenvolvidas. A educação é fundamental para ajudar a minimizar a situação”, explica Mikael Freitas, diretor da ONG.

Vamos ajudar? Faça sua colaboração aqui.

Fonte: Catraca Livre

 

%d blogueiros gostam disto: