Paga quanto quiser e lava louça depois de comer: conheça o anti-restaurante

Nós adoramos ideias inovadoras, e por isso hoje vamos falar sobre a Ecozinha, um restaurante em Curitiba que tem dado o que falar. Ao Projeto Draft a idealizadora Fátima Mazarão e seu namorado Luciano Vaini, que entrou de cabeça no projeto, falou um pouco a respeito do espaço, que Fátima definiu como um “anti-restaurante”.

A ideia foi criar um ambiente que oferecesse alimentos veganos (sem ingredientes de origem animal), saudáveis e que, de quebra, deixassem os frequentadores do local à vontade para contribuírem financeiramente da maneira que achassem mais justa. “Feijoada vegana, farofa de banana, arroz/salada: esse almoço custou 220 reais, deixe sua contribuição =)”, diz o quadro negro que já dá pistas sobre a ideia por trás do tal “anti-restaurante”.

Além disso, os clientes, que são tratados como família mesmo, podem ajudar a lavar a louça, por exemplo. A proposta dessa cozinha itinerante funciona sempre às sextas-feiras, na casa coletiva Solimões 541. Lá, não espere pelo atendimento de um garçom ou por uma mesa reservada. A ideologia familiar é deixar todo mundo sentado à mesma mesa, o que aproxima as pessoas.

Sucesso

O Ecozinha existe há pouco tempo, mas está dando tão certo que Fátima e Luciano mostram seu serviço em outros eventos e feiras de Curitiba. Além da proposta inusitada com relação ao pagamento pela comida, os chefs preparam tudo sem nada de origem animal e industrial. Em vez disso, alimentos orgânicos frescos são a base de todos os pratos.

A ideia de financiamento livre nasceu durante o período em que Fátima fez mestrado em Portugal – ela é historiadora por formação. Como dividia sua casa com outras pessoas, era sempre ela quem cozinhava, e a fama de seus pratos começou a atrair mais e mais amigos, que contribuíam financeiramente, de forma espontânea.

A turma de amigos nem sabia, mas estava plantando na cabeça de Fátima a sementinha do que viria a ser a ideia base do seu projeto. De volta ao Brasil, a historiadora que adora cozinhar conseguiu realizar seu desejo de conciliar uma alimentação saudável com uma forma diferente de fazer negócio.

Com o passar do tempo o projeto ficou ainda mais sério, e Fátima ajudou a amiga Cuka Linck a colocar a ideia em prática em Portugal também. Quando voltou de vez para o Brasil, em janeiro deste ano, ela conheceu Luciano, que é chef e buscava uma maneira diferente de viver, produzir e ganhar dinheiro. A afinidade ideológica acabou se transformando em namoro.

Juntos, os dois se divertem enquanto pensam em novas receitas com uma série de temperos naturais e saudáveis, que dão aos pratos o gostinho especial que é a garantia de sucesso do casal.

A ideia por trás de projetos como esses é a busca pela simplicidade de trabalhar para viver, e não o contrário. Fátima controla os gastos do restaurante por meio de anotações que faz em uma caderneta. A ideia não é gerar lucro para acúmulo, mas sim poder cobrir os gastos com os produtos e ter a mínima condição de viver bem. Após arcar com os gastos da produção, sobram em média R$ 1.500,00 por mês.

Luciano, que é chef profissional, certamente teria um salário muito maior se trabalhasse em um restaurante “normal”. Os dois sabem que o projeto tem uma espécie de prazo de validade, mas enquanto puderem manter a ideia, assim vai ser feito. Até lá, os dois comemoram o fato de que a alimentação saudável está cada vez mais sendo procurada e discutida e pensam em novas ideias para o futuro. Boa sorte para eles!

Anúncios

Publicado em 11 de agosto de 2015, em Culinária, Informação, Meio Ambiente, Natureza e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: