Como gatos passaram de felinos selvagens a animais domesticados

Qual a diferença entre gatos e gatos selvagens? (Foto: Reprodução)

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GATOS E GATOS SELVAGENS? (FOTO: REPRODUÇÃO)

Pesquisadores compararam os genomas de gatos domesticados e de felinos selvagens para descobrir as diferenças entre ambos. Publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences, o estudo sugere que a ‘conversão’ está relacionada aos genes da memória, do medo e às ameaças. A pesquisa também pode explicar a razão de gatos domésticos gostarem tanto de comer carne e de praticar poucas atividades físicas.

Gatos compartilham a vida com humanos há mais de 9 mil anos, mas se sabe muito pouco sobre a sua domesticação. “Os humanos provavelmente aceitaram os gatos dentro de casa por eles controlarem os roedores de seus jardins”, conta o autor Wesley Warren. “Na nossa hipótese, as pessoas ofereciam comida aos animais para que eles ficassem próximos”.

Para identificar as alterações no genoma, Warren e seus colegas compararam animais selvagens com gatos domésticos. E com a intenção de ficar ainda mais exato, os pesquisadores também estudaram alguns mamíferos como tigres, cachorros, vacas e até seres humanos.

“Diferente dos cachorros, gatos são apenas ‘semi-domesticáveis’”, conta Warren. “Eles não se separaram por completo de seus ascendentes selvagens – alguns ainda copulam com eles, inclusive. Ficamos surpresos em encontrar evidência doméstica no DNA”.

A comparação resultou em uma descoberta: as diferenças estão nos genes ligados à memória, ao condicionamento do medo e às recompensas; todas relacionadas ao efeito doméstico. “Eles tiveram de se tornar menos “medrosos” nas novas locações. A promessa de comida também fez com que ficassem com os humanos”, diz o autor.

Os gatos domésticos também sofreram outras variações genéticas. Como por exemplo, no metabolismo, na visão e audição e até no olfato. Esses animais conseguem ouvir em uma camada ultrassônica, são capazes de expandir a área de audição e melhorar sua visão de longa distância.

 

Fonte: Galileu

Anúncios

Publicado em 7 de fevereiro de 2015, em Ciência, Comportamento, Cultura, Curiosidades, Família, Gatos, História, Meio Ambiente, Natureza, Pets e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: